Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

As nossas sugestões no que respeita à gastronomia

     Para os mais curiosos e gulosos, caso queiram experimentar alguma das nossas especialidades, aqui têm algumas receitas.

 

 Bolo lêvedo (Furnas)*

 

     Amassa-se muito bem 1 kg de farinha, 375 g de açúcar, 4 ovos inteiros, 1 colher bem cheia de manteiga, 20 g de levedura, com a quantidade de leite quente suficiente para ligar a massa e onde foi diluído o sal.

Depois de bem amassado, fica  a levedar e, uma vez levedado, estende-se sobre uma toalha branca, polvilhada de farinha de milho coada (peneirada).

     Corta-se a massa em pedaços, enrolam.se e ficam novamente a levedar.

     Depois de levedados, tendem-se os bolos, espalmando-os com as mãos, indo então à sertã, virando-os com as pontas dos dedos.

Lapas de molho de Afonso*

     Leva-se a refogar num tacho cebola picada, pimenta vermelha (malagueta) e salsa picada.

     Depois da cebola alourada, juntam-se as lapas, de preferência miúdas, com as conchas e musgos, cobrindo-as com água e deixando-as ferever pelo espaço de cinco minutos.

Cozido nas caldeiras das Furnas*

     Forra-se uma toalha branca com couves da terra, polvilhando-as com sal refinado e regando-as com um fio de azeite, ou besuntando-as com banha de porco.

     Ao redor, colocam-se gomos de repolho, ou seja, cortados às meias luas, de forma a deixar ao centro um espaço vazio.

     Neste espaço deita-se frango, carne de porco e de vaca, tudo cortado aos pedaços e que estiveram numa vinha-d'alhos leve, com a seguine composiçaõ: um pouco de vinho (de preferência branco), colorau, pimenta branca, e duas ou três folhas de louro.

     Colocam-se sobre as carnes batata da terra e cenouras.

     Vão-se repetindo as operações acima descritas, respeitando-se sempre a mesma ordem, e sobre a última camada colocar-se-ão rações de chouriço e morcela, pedaços de toucinho entremeado, sendo então tudo revestido com três gomos de repolho, temperado de sal e óleo. Sobre estes gomos de repolho colocam-se olhos de couves, forrando-se tudo com as folhas de couves exteriores, regando-as com óleo ou besuntando-as de banha e temperando-se de sal.

     Finalmente, fecha-se, unindo as quatro pontas da toalha, atando-as com um cordel.

     Deita-se o atado numa saca de sarapilheira, ou das usadas como embalagens de adubo, envolvendo tudo em duas toalhas brancas.

     Procede-se, finalmente, à última fase que consiste em deitar tudo numa saca de sarapilheira e introduzi-la numa cova no terreno adjacente à lagoa, tapando-se com a terra proveniente da abertura da cova, onde permanecerá a cozer pelo espaço de seis horas.

 

 

                  Receita do Licor de ananás:*

 

     Põe-se de infusão durante oito dias, alguns pedacinhos de ananás, em 1 litro de álcool.

     Depois separam-se as cascas, misturam-se com 1 quilo de açúcar e levam-se a ferver em 1 litro de água, durante 10 minutos.

     Depois de frio, junta-se o álcool, côa-se e filtra-se com papel de filtro.

 

 

Receita do Licor de maracujá:*

     É necessário 1 litro de álcool, 3 dúzias de maracujá e 1,250 kg de açúcar.

     A polpa tem de ficar em infusão no álcool durante três meses, coando-se ao fim deste período.

     Tendo em conta que para cada litro de álcool, acrescenta-se a mesma quantidade de água.

 

* Estas receitas foram retiradas do livro " Cozinha Tradicional da Ilha de São Miguel", 2ºEdição, Augusto Gomes em 1987.

Bibliografia:

Cozinha Tradicional da Ilha de São Miguel (2ºEdição), Augusto Gomes, edição: Secretaria Regional da Educação e Assuntos sociais/ Direcção Regional da Cultura

 

 

 


publicado por ac2m às 19:25
link do post | comentar | favorito

.mais sobre o nosso grupo


. Ver o nosso perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
30
31


.posts recentes

. As nossas sugestões no qu...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs
SAPO Blogs